© Rui Ferreira

João Martins

Músico e sonoplasta

A partir de 1998, dedicou-se à experimentação e improvisação, tendo iniciado uma atividade regular como compositor, intérprete, improvisador e construtor de instrumentos. No seu percurso como músico, a solo e em grupos diversos, participou em inúmeros concertos, performances e edições em Portugal e no estrangeiro. Colaborou com algumas das mais relevantes figuras do panorama nacional e internacional na área da improvisação e experimentação. Concluiu, em 2009 o Curso de Formação de Animadores Musicais, do Serviço Educativo da Casa da Música e tem desenvolvido oficinas e projetos de arte comunitária, com destaque para a atividade do Space Ensemble, com ampla circulação nacional.

Colabora com o Visões Úteis desde 1999, tendo assumido um progressivo envolvimento nos processos criativos, nomeadamente na área da Performance na Paisagem e audiowalks, partilhando a direção deste tipo de projetos a partir de 2014. Integrou a Direção Artística do coletivo entre 2017 e 2021, período durante o qual assumiu também a função de Diretor Técnico. A partir de 2022, integra a equipa de artistas residentes do Visões Úteis, desenvolvendo atividade como músico, sonoplasta, dramaturgo e performer e na coordenação técnica de projetos. Iniciou os seus estudos musicais em 1990, no Conservatório de Música de Aveiro.

É docente de TIC e Desenho Técnico na Academia Contemporânea do Espetáculo e de Desenho Assistido por Computador na ESMAE/IPP. Frequentou a licenciatura em Arquitetura da Universidade do Porto e é licenciado em Estudos Artísticos (Minor em Artes e Património), pela Universidade Aberta. Está atualmente a concluir o Mestrado em Ensino de Artes Visuais (FPCEUP e FBAUP).